Atroveram (Ocimum carnosum (Spreng.) Link & Otto ex Benth.)

Atroveram

Ordem: Lamiales

 

Família: Lamiaceae


Espécie:  Ocimum carnosum (Spreng.) Link & Otto ex Benth.

Sinônimos:

Ocimum selloi Benth.

Ocimum selloi var. carnosum Briq.

Ocimum selloi var. angustifolium Briq.

Ocimum selloi var. genuinum Briq.

Ocimum selloi var. tweedianum Briq.

 

Nome(s) Popular(es):  Alfavaca-do-mato, alfavaca, alfavaca-de-cobra, alfavaca-de-vaqueiro, alfavaca-do-campo, alfavacão, alfavaquinha, anis, atroveran, azulão, elixir-paregórico, erva-das-mulheres, gervão.

 

Descrição:

 

Planta herbácea anual, muito ramificada, atingindo de 0,5 a 1m de altura. Apresenta caule e ramos quadrangulares e pilosos, quando novos. Suas folhas são simples, opostas, elíptico-lanceoladas com margem serrelhada, ápice acuminado e base atenuada, medindo até 5cm de comprimento por até 2,5 cm de largura e cor verde-brilhante. Inflorescência do tipo cimeria espiciforme, flores com corola roxa, labiadas, agrupadas três a três com nectário extraflora na base de cada grupo, completas, monóicas, cíclicas e hipóginas. Cálice persistente gamossépalo e pentâmero. (Campos, 2010)

 

Hábitos, ecologia:

 

Erva terrícola, relativamente comum em bordas de matas e trilhas, cresce em locais medianamente sombreados, é uma planta muito conhecida e utilizada por populações tradicionais e rurais, tanto como tempero como para diversos fins medicinais. As flores róseas ou lilacinas abrem-se ao longo de praticamente todo o ano, atraindo muitas pequenas abelhas, que são seus polinizadores efetivos; os frutos comportam 4 sementes dispersas por fatores abióticos (vento, chuva, água corrente, ect.)

 

Usos:

 

Medicinal: Na medicina tradicional é utilizado como analgésico, antidiarreico, antiinflamatório e antiespasmódico, também utilizada em distúrbios digestivos e para o tratamento de inflamações, como gastrite, bronquite e topicamente para aliviar

dores nas pernas. Possui comprovada eficácia como repelente de mosquitos. 

 

Melífera: Planta muito visada por abelhas, tanto nativas quanto africanizadas para coleta de pólen e néctar.

 

"Malefícios": -

 

Referências:

 

Campos, C.C.F. 2010. Biologia reprodutiva de Tibouchina heteromalla Cogn. (Melastomataceae) e Ocimum selloi Benth. (Lamiaceae). Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Lavras. Lavras, MG. 83p.

 

Farago, P., De Paula, J., Bittencourt, J., Zarpellon, V., Checchia, L.. Atividade Antibacteriana De Óleos Essenciais De Ocimum Selloi Benth. (Lamiaceae). 2009. Publicatio UEPG: Ciências Biológicas e da Saúde. 10 (3/4): 59-63.

Harley, R., França, F., Santos, E.P., Santos, J.S. 2012. Lamiaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. (http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2012/FB036586).

 

Martins, E.R.; Casali, V.W.D.; Barbosa, L.C.A. & Carazza, F. 1997. Essential Oil in the Taxonomy of Ocimum selloi Benth. J. Braz. Chem. Soc. 8(1): 29-32.

 

Moraes, L.A.S.; Facanali, R.; Marques, M.O.M.; Ming, L.C. & Meireles, A.A. 2002. Phytochemical characterization of essential oil from Ocimum selloi. An. Acad. Bras. Ciênc. 74(1): 183-186.

 

Paula, J.P.; Farago, P.V.; Checchia, L.E.M.; Hirose, K.M. & Ribas, J.L.C. 2004. Atividade Repelente do Óleo Essencial de Ocimum selloi Benth. (variedade eugenol) contra o Anopheles braziliensis Chagas. Acta Farm. Bonaerense 23 (3): 376-8.

© 2018 - medicinacaseira.com.br   

  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social
  • b-facebook
  • Twitter Round
  • b-googleplus