Cardo Mariano - (Silybum marianum (L.) Gaertn.)

Cardo Mariano

Família: Asteraceae (Compositae)


Nome Científico: Silybum marianum (L.) Gaertn.


Sinonímia Vulgar: Cardo-santo, cardo-de-nossa-senhora, serralha-de- folhaspintadas.


Sinonímia Científica: Carduus marianus L.; Carduus mariae Crantz; Carthamus maculatum (Scop.) Lam.; Cirsium maculatum Scop.; Mariana
lactea Hill.; Mariana mariana (L.) Hill.; Silybum maculatum (Scop.) Moench.; Silybum mariae (Crantz) Gray.

Descrição: Planta herbácea bianual, lactescente, ereta, espinescente. Folhas simples, sésseis, de cor verde-acinzentada, com manchas brancas ao longo das nervuras, margens lobadas e cheias de espinho, podendo as mesmas atingir até 25 cm de comprimento. Inflorescência em capítulos terminais, formado de muitas flores roxas, com brácteas terminadas em espinho. Sementes variando do branco, cinzento ao negro e lisas. Cresce espontaneamente ao sul do país, mas em Minas Gerais é muito cultivada como ornamental. 


Partes Usadas: Folhas, raízes ou sementes. 


Formas Farmacêuticas: Infuso, decocto, tintura ou extrato hidroalcoólico.


Emprego É muito empregado contra doenças do fígado, fazendo regeneração das células hepáticas, e como colagoga. A tintura de suas sementes é usada para cólicas, problemas urinários e uterinos, hipertensão. E as folhas para hipotensão. Da tintura podem ser usados de 2 a 5 g ao dia; o pó, de 1 a 2 g; extrato hidroalcoólico, de 0,10 a 0,20 g ao dia; e tintura mãe, 15 gotas.


Constituição Química: Silimarina é um complexo ativo composto por uma mistura de 3 silibinas que são flavonolignanas. Além de esteroides na parte aérea foram encontrados ainda ácido fumárico e vários flavonoides. Óleos essências, taninos, princípio amargo, histamina e albumina. Interações Medicamentosas e Associações As silibinas podem aumentar os níveis séricos das drogas metabolizadas por determinadas enzimas ao inibi-las.
Com aspirina, a silimarina aumentou seu metabolismo e sua dispersão em animais com cirrose, e a silibina se mostrou protetora do fígado no uso prolongado de várias drogas. O cardo-mariano reduz o risco de danos hepáticos causados pelo butirofenona. Uso concomitante com platinol, a cilibinina mostrou um efeito protetor contra a toxicidade renal da droga. 

 

Uso: concomitante com várias drogas, a silibinina mostrou um efeito sinergético inibidor do crescimento de células cancerígenas. A silimarina diminui a resistência à insulina em pacientes com diabetes e cirrose e pode diminuir os danos ao pâncreas.


Contraindicação:

Casos de grave oclusão das vias biliares. Pessoas com pressão alta não devem utilizá-la. Contraindicado na gravidez e na lactação; e no uso para crianças não foi estabelecida.

© 2018 - medicinacaseira.com.br   

  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social
  • b-facebook
  • Twitter Round
  • b-googleplus