Folha da Fortuna - (Bryophyllum pinnatum (Lam.) Oken.)

folhas
Flor
Bryophyllum pinnatum (Lam.) Oken.

Folha Santa (Saião)

Família: Crassulaceae


Nome Científico: Bryophyllum pinnatum (Lam.) Oken.


Sinonímia Vulgar: Saião, courama-vermelha, folha-grossa.


Sinonímia Científica: Bryophyllum pinnatum Kurz; Bryophyllum pinnatum (Lam.) Kurz; Bryophyllum pinnatum Archers & Schwemf; Kalanchoë
pinnata (Lam.) Pers.; Cotyledom pinnata Lam.; Bryophyllum caycinum Salisb.; Bryophyllum proliferum Bowie; Crassuvia floripendula Comm.; Sedum madagascariense Clus.

Descrição: Planta herbácea com até 1,5 m de altura. Folhas curtamente pecioladas, simples ou compostas trifoliadas, suculentas, ovais ou obovais, de margem crenada, peninérvea. Flores vermelhas, pendentes na inflorescência, ultrapassando o cálice rosa com 4 sépalas e 4 pétalas e possuindo 4 carpelos livres. Multiplica-se por sementes ou, ainda, suas folhas caindo no solo desenvolvem raízes, produzindo novas plantas.


Parte Usada: Folhas. 


Forma Farmacêutica: Folhas ao natural aquecidas.


Emprego: Cefalalgias e dismenorreia. E, principalmente, queimaduras e lesões na pele. Vulnerária. Gastrite: macerado em 1/2 copo d’água após as refeições. Nas queimaduras, usam-se as folhas lavadas e raspadas colocando-se diretamente sobre a pele. Para dores musculares, deve-se esquentar a folha na chapa quente e colocar sobre a parte do corpo dolorida.


Constituição Química: 2-bufodienolídeos (briofilina B de atividade antitumoral e briofilina (de ação inseticida), além de hidrocarbonetos, álcoois simples, triterpenos, esteróis e flavonoides livres (quercetina, campferol).


Interações Medicamentosas e Associações: É associado a folhas de malvarisco (boldo comum) para tosse.


Toxicidade: Seu uso interno por tempo prolongado pode causar hipertiroidismo.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS


 

Côrtes, Janner Rangel, Ayurveda: a ciência da longa vida São Paulo: Madras, 2008.

Williamson, Elisaberth. Interações medicamentosas de Stockley: plantas medicinais e medicamentos fitoterápicos; Porto alegre: Artmed, 2012. 440p; 25cm.

 

ALBUQUERQUE, J.M. Plantas medicinais: de uso popular. Brasília: ABEAS. 96p. 1989 (Programa Agricultura nos Trópicos, v.6).


ALMEIDA, E. R. de. Plantas medicinais brasileiras: conhecimentos populares e científicos. São Paulo: Hemus Editora Ltda., 1993. 341p.


ALZUGARAY, D.; AZULGARAY, C. Enciclopédia das plantas que curam: a natureza a serviço de sua saúde. 2v. São Paulo, 1996. 500p.


AMOROZO, M. C. de M. Algumas notas adicionais sobre o emprego de plantas e outros produtos com fins terapêuticos pela população cabocla do município de Barcarena, PA, Brasil. Bol. Mus. Paraense Emílio Goeldi, Sér. Bot., Belém, 9(2): 249 – 265, 1993.


AMOROZO, M. C. de M. e GÉLY, A. Uso de plantas medicinais por caboclos do baixo amazonas, Barcarena, PA, Brasil. Bol. Mus. Paraense Emílio Goeldi, Sér. Bot., Belém, 4(1): 47 – 131, 1988.


BALBACH, A. A Flora Nacional na Medicina, 23ed. São Paulo: A Edificação do Lar. v.III. 1967, 917p.


BALBACH, A. As plantas curam. 1ed., ver./mod. São Paulo: Vida Plena. 1995, 415p.


BERG, M.E.V.D. Aspectos botânicos do culto afro-brasileiro da casa das minas do maranhão. Boletim Museu Paraense Emílio Goeldi, Série Botânica. Belém, 7(2): 485 - 498, 1991.


BERG, M. E.V.D. Plantas de origem africana de valor sócio-econômico atual na região amazônica e no meio-norte do Brasil. Boletim Museu Paraense Emílio Goeldi, Série Botânica. Belém, 7(2): 499-510, 1991.

 

BERG, M.E.V.D. Plantas medicinais na amazônia: contribuição ao seu conhecimento sistemático. Belém: Museu. Paraense Emílio Goeldi, 1993, 207 p.


CARIBÉ, J.; CAMPOS, J.M. Plantas que ajudam o homem. Cultrix / Pensamento Ed. 1991. 321p.


CASTRO, L.O. de Plantas Medicinais, condimentares e aromáticas: descrição e cultivo. Guaíba: Agropecuária, 1995. 196p.
COIMBRA, R. Manual de Fitoterapia. 2ed. Belém: CEJUP, 1994. 335p.


CORRÊA JÚNIOR, C.; Ming, L.C.; Scheffer, M.C. Cultivo de plantas medicinais, condimentares e aromáticas. 2a.ed. Jaboticabal, FUNEP, 1994. 151p.


CRUZ, G.L. Dicionário das plantas úteis do Brasil. 4a.ed. Rio de Janeiro: Ed. Beltrand Brasil S.A. 1964. 599p.


DINIZ, M.F.F.M.; OLIVEIRA,R.A.G.; MEDEIROS, A.C.D. e MALTA JÚNIOR, A. Memento fitoterápico: as plantas como alternativa terapêutica – aspectos populares e científicos. UFPB, Ed. 1997. 201p.


FRANCO, L.L. As sensacionais 50 plantas medicinais campeãs de poder curativo. O Naturalista Ed. 1997. 241p.


LOBATO, A. M. Fitoterapia. Belém: Gráfica e Editora Amazônia, 1997. 123p.


MAIA, J.G. et al. Espécies de Piper da Amazonia ricas em safrol. Quimica Nova, Sao Paulo. 10(3):200-204, 1987.


MAIA, J.G; GREEN, C.L.; MILCHARD, M.J. New sources of natural safrole. Perfumer & Flavorist, vol. 18, 1993.


MARTINS, E.R.; CASTRO, D.M. de; CASTELLANI, D.C.; DIAS, J.E. Plantas medicinais. Viçosa: UFV, impr. Univ., 1994.219p.


MARTINS, J.E.C. Plantas medicinais de uso na Amazônia. 2ed. Belém: CEJUP, 1989.


MORGAN, R. Enciclopédia das Ervas e Plantas Medicinais. Hemus, Ed. 1997. 555p.


OLIVEIRA, F. de; AKISSUE, G. ; AKISSUE, M.K. Farmacognosia. São Paulo: Atheneu, 412p. 1991.


OLIVEIRA, F. de; AKISSUE, G. Fundamentos de farmacobotânica. Rio de Janeiro: Livraria Atheneu Editora, 1989. 222p.


PANIZZA, S. Plantas que curam – cheiro de mato. IBRASA. Ed. 1998.279p.


PIMENTEL, A.A.M.P. Cultivo de plantas medicinais na Amazônia. Belém: FCAP,


Serviço de Documentação e Informação, 1994. 114p.


PIMENTEL, A.A.M.P. Cultivo de plantas medicinais na Amazônia. Belém: FCAP, Serviço de Documentação e Informação, 114p. 1994.


RIGUEIRO, M.P. Plantas que curam. Paulus, Ed.1992. 183p.


SANTIAGO, E.J.A. de. Aspectos anatômicos e do crescimento da pimenta longa (Piper hispidinervium C.DC.) em condições in vitro e in vivo. Lavras: UFLA, 1999.118p. (Dissertação – Mestrado em Fitotecnia).


SANTOS, C.A.M.; TORRES, R.K.; LEONART, R. Plantas medicinais. Ilustrações Flávio Mariano Filho – São Paulo: Ícone, 1988.


SILVA JÚNIOR, A.A.; VIZZOTTO, V.J.; GIORGI, E.; MACEDO, S.G.; MARQUES, L.F. Plantas medicinais, caracterização e cultivo. Florianópolis: EPAGRI, `994. 71p. (EPAGRI. Boletim Técnico, 68).


SILVA, I.; FRANCO, L.S.; MOLINARI, S.L.; CONEGERO, C.I.; MIRANDA NETO, M.H.; CARDOSO, M.L.C.; SANT’ANA, D.M.G. e IWANKO, N.S. NOÇÕES SOBRE O ORGANISMO HUMANO E UTILIZAÇÃO DE PLANTAS MEDICINAIS. Assoeste, Ed. 1995. 203p. EDITORA – UFLA/FAEPE – Compêndio de 208 Plantas Medicinais

 

TESKE, M.; TRENTINI, A.M.M. Compêndio de Fitoterapia. Herbarium Laboratório Botânico, Curitiba, PR. 1995.317p.


VIEIRA, L.S. Fitoterapia da Amazônia: Manual de Plantas Medicinais (a Farmácia de Deus). 2a.ed. São Paulo. Agronômica Ceres, 1992. 347p.


VON HERTWIG, I.F. Plantas aromáticas e medicinais: Plantio, colheita, secagem e comercialização; 2a. ed.; São Paulo: Icome, 1991.

© 2018 - medicinacaseira.com.br   

  • LinkedIn ícone social
  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social
  • Facebook ícone social
  • b-googleplus