Dicas
PAISAGISMO COM PLANTAS MEDICINAIS

      As plantas medicinais, condimentares e aromáticas também são ornamentais se forem agrupadas adequadamente num jardim, podendo-se unir o útil ao agradável. Elas formam belíssimas paisagens, além de exalarem aromas agradáveis e atrair a fauna. Pode-se fazer um jardim só com temperos ou só de aromas ou ainda a mistura de todas.

Jardim

 

 Princípios do Paisagismo:

    Para se fazer um jardim, seja com mais plantas for, o importante é ter o conhecimento das espécies, de suas exigências, e também a criatividade com senso estético e bom gosto. Deve-se observar as formas, cores, texturas e porte das plantas para agrupá-las. Sempre começa-se com plantas de porte maior, as quais entrarão em menor quantidade, depois as de porte médio e por fim as de pequeno porte (herbáceas). Deve-se sempre imaginar o jardim dali alguns anos, bem formado, no momento de agrupar as espécies. Observa-se também a combinação das formas e cores e relação de companheirismo ou antagonismo entre as mesmas. O conhecimento das espécies (luminosidade, adubação, solo, irrigação) é essencial, pois o sucesso do jardim dependerá do suprimento destas exigências.                           Observando todos esses itens é só soltar a imaginação e criar espaços alegres, cheirosos e aconchegantes, de encher os olhos, o nariz, a boca e a alma.

Recipientes:

     Pode-se também cultivar as ervas em recipientes como em vasos e floreiras e em outros objetos antigos (carrinho de mão, tacho, barril, bacia, chaleira velha...). Nos vasos deve-se observar o seu tamanho que deve ter ¹/³ a metade da altura da planta. Ervas altas, como alfazema e aneto, devem ser podadas. Na montagem do vaso e também das floreiras, geralmente coloca-se algumas pedras no fundo para drenagem e uma mistura de partes iguais de terra de jardim, húmus e areia. As regas devem ser cuidadosas sendo 2 vezes por semana no inverno e 3 a 4 vezes no verão, cuidando para não encharcar a planta. Deve-se cuidar o local onde se encontra estes recipientes, por causa da luminosidade e vento. Durante o verão as ervas que gostam de sol se dão bem em sacadas e varandas. Pode-se fazer composições com 2 ou mais ervas num vaso ou floreira. Também pode-se cultivar em vasos suspensos plantas que se alastram e pendem, como a manjerona, tomilho, hortelã, orégano e poejo. As jardineiras podem ser colocadas nos peitoris das janelas ou mesmo nas sacadas e varandas. Dentro de casa pode-se cultivar ervas, atrás de uma vidraça ensolarada, de preferência aleste, com temperatura de 10 a 25ºC e luz solar de no mínimo 5 horas. As regas devem ser feitas sempre que a terra estiver seca.

© 2018 - medicinacaseira.com.br   

  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social
  • b-facebook
  • Twitter Round
  • b-googleplus